You are here

Notícias

Já foram descarregadas 50 milhões de toneladas de 500 navios no Terminal de Recepção e Manejo de Carvão em Lázaro Cárdenas, Michoacán.

Desde 1999 o consórcio formado pela Techint no México e pelo Grupo Mexicano de Desarrollo opera, por meio da Carbonser, a descarga de carvão no terminal de Michoacán. Esse carvão é fornecido à Central Termoelétrica Plutarco Elías Calles, em Petacalco Guerrero, propriedade da Comissão Federal de Eletricidade (CFE).

No dia 11 de julho, o projeto alcançou 50 milhões de toneladas de carvão descarregadas e 500 navios recebidos durante seus 13 anos ininterruptos de trabalho. Para comemorar o fato foi realizado um evento no cais da Carbonser, na Ilha do Cayacal.

Compareceram à comemoração diretores e representantes da Administração Portuária Integral (API) de Lázaro Cárdenas, da Capitania do Porto e da CFE, assim como colaboradores da Techint no México, do Grupo Mexicano de Desarrollo e da Carbonser. A Secretaria de Comunicação e Transporte, a Capitania dos Portos e a API entregaram à Carbonser um reconhecimento pelo marco e pela contribuição para o crescimento do porto e o desenvolvimento da região.

Saiba mais sobre a Carbonser
 

  • Em julho passado, chegou e foi descarregado o navio número 500 (SamJohn Spirit), um marco em 13 anos ininterruptos de operações seguras, que cumprem plenamente o Contrato de Prestação de Serviços assinado entre a Carbonser e a CFE.
  • Contrato BOT (Build, Operate & Tranfer) de Prestação de Serviços por 30 anos que garante: o abastecimento, manejo, armazenamento, mistura, transporte e entrega de carvão mineral à CTPEC da CFE localizada em Petacalco Guerrero.
  • O Terminal tem equipamentos e instalações para manejar até 6 milhões de toneladas por ano, segundo a CPS.
  • O terminal conta com recordes nacionais de Descarga de Navios "Cape Size" (Aqua Crystal) com a maior capacidade de carga recepcionada e operada (181,454 DWT) e o navio Constantia, com o maior volume de carga efetiva operada em portos mexicanos (142.993 toneladas). Estes navios são de última geração, têm quase 300 metros de comprimento e são descarregados em menos de 90 horas, o que equivale a meia tonelada por segundo, em média.